Página inicial

Notícia > Municipal

  • 11.07.2014 - 10:28

    Patos dá continuidade a Campanha de prevenção a doenças

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

     Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses e Tracoma está em pleno andamento na cidade de Patos-PB, através da Secretaria Municipal de Saúde, por meio do programa Hanseníase e Tuberculose. A mobilização teve início no dia 26 de maio em todo o país, e segue até o dia 30 de agosto.

     

    A população alvo são estudantes da rede pública do Ensino Fundamental de 5 a 14 anos de idade. A campanha objetiva identificar casos suspeitos de Hanseníase por meio da ficha de autoimagem, uma forma de colher informações referentes ao histórico dos familiares de cada aluno.

     

    A coordenadora do programa Hanseníase e Tuberculose na cidade de Patos está trabalhando com seis escolas municipais, totalizando 1.787 crianças que serão examinadas em relação às suspeitas da doença. A Escola Municipal Raimunda Melo, localizada no bairro Liberdade, foi a primeira a receber a ação da campanha, que examinou 71 crianças, sendo que 5 serão submetidas ao exame confirmatório com a dermatologista, tendo em vista serem suspeitas de apresentar a doença.

     

    Após o período de férias das escolas municipais, que já retomaram às atividades, a campanha terá continuidade nas outras 5 escolas restantes.  

     

    “Primeiramente fazemos a distribuição dos formulários pedindo a autorização dos pais ou responsáveis pelos alunos, para que as crianças possam ser examinadas pelas equipes do Programa Saúde na Escola (PSE). É importante que os pais compreendam como funciona a campanha e como ela pode contribuir para detectar e tratar de casos de hanseníase em crianças, pois os sintomas são silenciosos e por isso o diagnóstico exige métodos cuidadosos”, explicou a coordenadora do programa Hanseníase e Tuberculose, Silvana Cavalcante.

     

    As atividades da Campanha incluem mobilização e orientações aos professores e escolares, antes da oferta da dose do anti-helmíntico e do preenchimento da ficha de autoimagem, método do espelho. Para realização desta ação, estarão envolvidos todos profissionais de saúde do SUS, especialmente as equipes de Saúde da Família, bem como as profissionais de rede pública de educação e a sociedade civil.

     

    O tratamento de Hanseníase é gratuito e oferecido pelo SUS. As pessoas que tiverem suspeita da doença podem se dirigir a qualquer unidade básica de saúde e realizar o teste.