Página inicial

Notícia > Municipal

  • 24.04.2017 - 05:40

    Imunização contra a febre amarela muda de local e horário

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

     A vacina contra a febre amarela será disponibilizada na Secretaria Municipal de Saúde (SMS), no bairro da Torre, em João Pessoa, a partir desta segunda-feira (24). Além da mudança de local, o atendimento também será em novo horário, ficando agora, das 13h às 15h. A mudança de local ocorreu devido ao período de campanha de vacinação contra o vírus da gripe, que acontece até o dia 26 de maio.

    De acordo com Chiara Dantas, coordenadora de imunização da SMS, apesar da mudança de local e horário, os critérios para receber a vacina permanecem os mesmos. “Deverão ser vacinados apenas aquelas pessoas que viajarão para áreas com recomendação para vacina”, afirmou.

    De segunda à sexta-feira, serão distribuídas 70 fichas para atendimento e haverá uma equipe do Serviço de Atendimento ao Viajante para orientar os usuários. “Para ser vacinado o usuário deve estar portando os documentos pessoais, cartão nacional de vacina e, um comprovante que irá viajar para uma das áreas com recomendação para vacina”, explicou Chiara.

    Após o final da campanha de vacinação contra a gripe, a vacina contra a febre amarela voltará a ser disponibilizada no Centro Municipal de Imunização (CMI).

    Vacina contra a gripe

    A vacinação acontecerá nas Unidades de Saúde da Família (USFs) e devem ser vacinados idosos, puérperas (até 45 dias após o parto), crianças de seis meses a menores de cinco anos, pessoas com comorbidades (necessário apresentação da prescrição médica), povos indígenas e integrantes do sistema prisional.

    A Campanha de Vacinação contra gripe começou no dia 17 deste mês dando preferência a grupos prioritários como trabalhadores da saúde e gestantes. Mesmo a campanha começando para os demais integrantes do grupo de risco, trabalhadores da saúde e gestantes que não foram vacinados ainda podem ser vacinados.

    O cronograma da vacinação foi construído de acordo com as remessas de vacinas recebidas, priorizando os grupos que estão mais expostos. “Iniciamos a campanha vacinando apenas os trabalhadores, que atuam diretamente com o atendimento de pessoas nos serviços de saúde e estão com a exposição e riscos aumentados e as gestantes já que assim imunizamos mãe e bebê e agora abrimos a campanha para os demais grupos de risco”, explica a chefe da imunização da SMS.

    A partir do dia 8 de maio a campanha começará para os professores, que a partir deste ano passam a integrar o grupo de risco. Para a imunização dessa categoria serão montados polos, um por Distrito Sanitário. Os professores deverão ir até um desses pontos portando, além do documento de identidade, o contracheque para comprovar ser professor. Além dos polos, a partir do dia 8, esses profissionais também poderão procurar as USFs.

     

    O dia D da campanha acontecerá no dia 13 de maio, na Praça da Independência, das 9h às 16h. Durante o dia D todas as Unidades de Saúde da Família e postos volantes espalhados pela cidade estarão vacinando todos que integram os grupos de risco e ainda não foram vacinados. Esse ano, além do dia 13 de maio, também haverá mobilização nos dias 20 e 27 deste mês e 03 de junho para imunização dos que integram os grupos de risco e que ainda não tenham sido vacinados. Nesses dias serão seis postos abertos para imunização dos grupos de risco. (Secom)