Página inicial

Notícia > Política

  • 01.06.2018 - 06:57

    Temer confirma Ivan Monteiro como presidente da Petrobras

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

    presidente Michel Temer anunciou o nome de Ivan Monteiro para ser o novo presidente da Petrobras. Ele substitui de maneira efetiva Pedro Parente, que pediu demissão na manhã desta sexta-feira (1º).

    "Nós continuaremos com a política econômica que tirou a empresa do prejuízo", disse Temer em entrevista coletiva. "Não haverá qualquer interferência na política de preços da companhia", afirmou. Segundo o presidente Ivan Monteiro é "garantia de que esse rumo permanece inalterado".  Monteiro havia sido escolhido pelo Conselho de Administração, no fim da tarde, para assumir o cargo interinamente após a saída de Parente. 

    Ele é o atual diretor-executivo da área financeira e de relacionamento com investidores da Petrobras. Ex-vice-presidente do Banco do Brasil, Monteiro chegou a estatal com o antigo presidente, Aldemir Bendine, mas foi mantido no cargo por Parente. De perfil técnico, ele é apreciado pelo mercado financeiro, que credita também a ele a recuperação da companhia.

    Auxiliares do presidente afirmaram mais cedo que a estratégia do governo era pela não ruptura com a gestão de Parente e manteria a diretoria atual. O presidente passou a manhã e a tarde em reunião com ministros após o encontro com Parente, que selou a sua saída.

    A conversa entre Parente e Temer durou entre 20 e 30 minutos. Segundo assessores do presidente da República, Parente estava tenso antes do encontro e chegou com a carta de demissão pronta.Auxiliares de Temer dizem que Parente não gostou da interferência do governo na Petrobras quando, no início da crise da greve dos caminhoneiros, teve que anunciar desconto no preço do óleo diesel. Com o desenrolar dos acontecimentos e percebendo já surgir uma pressão também para que algo seja feito em relação ao preço da gasolina, o presidente da Petrobras se deu conta de que outras intervenções poderiam acontecer.Segundo a reportagem apurou, o governo não viu com bons olhos o fato de Parente ter anunciado sua saída com o mercado aberto, em vez de ter feito isso um dia antes, no feriado de Corpus Christi, ou mesmo depois do fechamento das bolsas nesta sexta-feira. No início da tarde, as ações da Petrobras caíam 16%. Com informações da Folhapress.