Página inicial

Notícia > Política

  • 10.08.2018 - 04:55

    LUTO NA IMPRENSA: morre o jornalista, escritor e historiador Nelson Coelho

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

     Faleceu no início da noite desta quinta-feira (09), em João Pessoa, o jornalista, escritor e historiador Nelson Coelho, de 76 anos. Ele faleceu em casa em consequência de um câncer de pulmão. Ele é pai do atual prefeito de Sobrado, George Coelho. O velório vai ser na central de velórios São João Batista. O enterro será no cemitério Senhor da Boa Sentença, às 16h.

    Com mais de 15 livros publicados e cerca de qutro mil artigos escritos nos jornais O MOMENTO, Correio da Paraíba e A União, Nelson Coelho militou por 50 anos na imprensa paraibana. No jornal A União foi colunista político, Dirtor Técnico e Superintendente. "Quero o trabalho; jamais , a glória! Esta é muito efêmera", destacou ele em ssua apresentação na Academia Paraiaba de Letras ao disputar a Cadeira 35, do saudoso Ariano Suassuna.  Ele manteve programas na Rádio Cultura de Guarabira, Rádio Correio da Paraíba e Rádio Arapuan, sempre desenvolvendo um jornalismo político.

    Em 2009, Nelson Coelho foi condecorada com a "Medalha João Ribeiro", na Academia Brasileira de Letras, proposta do Imortal Arnaldo Niskier, com quem nutria uma afinidade pessoal.

    Natural de Santa Luzia, Coelho era viúvo de Lúcia Porciúncula Pereira Coelho e pai de George Coelho (prefeito de Sobrado), Ana Cristina, Marcus Frederico e Claudine.

    Em sua trajetória no serviço público ele iniciou sua carreira como Assessor de Imprensa no Governo Pedro Gondim, em 1961, passando logo em seguida ao cargo – Oficial de Gabinete até o final do governo; em 1966, no Governo João Agripino Filho, exerceu os cargos de Assessor, Administrador da Penitenciária Modelo e Assessor Geral da Secretaria do Interior e Justiça, na gestão Jacob Frantz. Passou um longo tempo como Assessor do Promoexport e por duas vezes foi Secretário da Prefeitura de Sapé (1976/1977 e 1983/1887). 

    O jornalista foi Assessor dos Governadores Tarcísio Burity e Ronaldo Cunha Lima.

    Seu corpo está sendo velado na Central de Velórios São João Batista e o sepultamento deve ocorrer às 16h no Cemitério Senhor da Boa Sentença, em João Pessoa.