Página inicial

Notícia > Diversos

  • 18.03.2019 - 12:30

    Jovens atrizes preferem valorizar seios naturais

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

    Rio – Barriga trincada, cabelo liso, seios fartos… São inúmeros os padrões de beleza impostos pela sociedade que se tornaram, quase, pré-requisito para se encaixar no ‘padrão’. O problema é que, para chegar ao inalcançável corpo perfeito, a solução era, muitas vezes, recorrer às cirurgias plásticas. Porém, com o body-positive e o empoderamento feminino, essa tendência tem caído por terra. É que muitas mulheres vêm defendendo seu corpo natural, exibindo suas curvas e, principalmente, suas imperfeições. Uma consciência que ganha força também entre as atrizes da nova geração. É o caso de Bruna Marquezine, que desfilou toda sua beleza na Sapucaí, no Carnaval, ao usar uma blusa transparente, com seios à mostra.

    As atrizes Letícia Colin e Maria Casadevall também colocaram os seios de fora em forma de protesto para debater a aceitação do corpo feminino do jeito que ele é. Protagonista de Órfãos da Terra, próxima novela das seis da Globo, a atriz Júlia Dalavia é um exemplo das famosas que estão de bem com as próprias curvas. “Está acontecendo uma transformação. Eu já me julguei muito, como qualquer mulher. A gente vive num mundo opressor. Nos é vendido que somos imperfeitos e que temos que nos adequar em padrões estéticos. É importante olhar para dentro, para o amor próprio e aceitar que todo mundo é lindo como nasceu. A representatividade tem um papel essencial para as pessoas se reconhecerem em todos o lugares”, comenta ela, que já foi atacada nas redes sociais.

    “Toda hora eu sou criticada sobre minha estética. Uma hora falam que você está muito gorda, muito magra, que precisa colocar silicone… Eu deixei de me afetar. Já me afetou muito, confesso, mas quando passei a me empoderar eu me aceitei”, avalia Júlia.

    Quem também já sofreu com padrões estéticos foi a atriz Alice Wegmann, da mesma novela. “Ser mulher é f***. A partir do momento que eu comecei a entender isso, minha vida realmente foi ficando muito mais leve. Durante muito tempo eu dava muito peso aos padrões estéticos, o livro ‘Mito da Beleza’, da Naomi Wolf, mudou a minha vida. Somos julgadas o tempo todo pela estrutura do nosso corpo, ainda mais no meio da TV”. Foi no feminismo que Alice conseguiu aceitar seu corpo. “Antigamente eu dava entrevistas falando sobre diversas dietas que eu fiz. Hoje, não falo sobre isso, porque não quero que nenhuma outra garota adoeça tentando ser o que não é”.

    Fonte o dia