Página inicial

Notícia > Política

  • 01.01.2019 - 22:34

    João Azevedo assume governo da Paraíba enfocando interesses do povo

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

    ‘Os interesses do povo continuarão acima na Paraíba, como foi com Ricardo’, foi dessa forma que João Azevedo (PSB) iniciou seu discurso de posse nesta terça-feira (1), após se eleger governador do estado com 1.119.758 votos.

    Azevedo disse ainda que vai estabelecer metas trimestrais no governo, continuará o trabalho de Ricardo e que pretende ter uma relação institucional com Bolsonaro. “O governo federal vai ter que partilhar melhor os recursos. É preciso que os deputados e senadores sejam municiados com fervor para colocar a Paraíba na pauta principal. O governo que assume fará mais porque assim é melhor para todos e todas”.

    Na oportunidade, Azevedo afirmou que a sua gestão será diferente pelo estilo e circunstâncias, mas gêmeas siamesas no propósito. “Eu e Ricardo seremos sempre uníssonos. Não pregamos um formato diferente, vamos continuar fazendo diferente, o jeito paraibano de fazer política duradoura, iremos massificar o governo eletrônico, com acessibilidade e transparência plenas, essa é uma das metas da gestão”, destacou.

    Na educação, Azevedo falou em desenvolvimento da criança. “Será acompanhada do começo na creche até a escola, estejam onde estiverem. No e-governo, um ambiente digital, a ausência de professores ao telhado quebrado, tudo poderá ser pautado online direto para o povo. O governo estará juntinho, perto dos corações e das bocas de cada um. As bonificações e salários, tudo será interligado digitalmente diminuindo o tamanho da máquina pública, com a valorização dos servidores e salários em dia sobrará mais recursos para serem aplicados nas necessidades do povo. Precisaremos manter ligadas à luz amarela para garantir o mesmo ritmo de crescimento. O Brasil também terá que as organizar e a luta pela prosperidade dos paraibanos não tem trégua. Haverão mais salas de aula, mais 52 escolas de ensino integral no início do governo, depois uma escola em cada município e mais escolas técnicas e valorização do magistério. A UEPB continuará desemprenhando um papel estratégico”. 

    O novo governador disse também que a história que começa a escrever agora, continua buscando a paz desejada, usando inteligência, tecnologia e ação efetiva. “Avançamos no combate à criminalidade. A Paraíba unida pela paz atingiu suas metas com a criação dos centros de comando e controle em João Pessoa, Campina Grande e Patos, para combater atividades criminosas, foram feitas dezenas de intervenções nessa área, com os novos institutos de polícia científica, realização de concursos na área e respeito aos direitos humanos”.

    Na saúde, Azevedo ressaltou o aperfeiçoamento da rede de cirurgia pediátrica. Já no setor de infraestrutura, ele afirmou que serão construídas mais barragens, cisternas e adutoras, valorizando o trabalho da Cagepa e da AESA. Em mobilidade urbana, ele se comprometeu a implantação o VLT em Campina Grande e a continuidade do programa de estradas Caminhos da Paraíba, bem como a construção do arco metropolitano. “São obras como essas que complementam esse programa exitoso. Iremos tornar a Paraíba sustentável com a produção de energia eólica e de biomassa. A Agricultura e meio ambiente serão vistos com visão estratégica, combatendo o uso de agrotóxicos. Vamos incentivar o reflorestamento”.

    Azevedo reafirmou seu discurso de campanha ao enfatizar que o seu governo continuará agindo para incluir os excluídos. “Tudo estará ativo e abrangente, como nesses últimos anos. Só temos um caminho a seguir, sempre em frente. A Paraíba não vai retroceder, o povo continua no poder”.

     

    Polêmica Paraíba