Página inicial

Notícia > Saúde

  • 15.03.2019 - 08:23

    Frutose: o que é e quando pode fazer mal à saúde

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

    A frutose é um tipo de açúcar naturalmente presente nas frutas e no mel, mas também vem sendo adicionada artificialmente pela indústria em alimentos como biscoitos, sucos em pó, massas prontas, molhos, refrigerantes e doces.

    Apesar de ter sido usada pela indústria como um adoçante para substituir o açúcar comum, a frutose tem sido ligada ao aumento de problemas de saúde como obesidade, colesterol alto e diabetes.

    Porque a frutose pode ser perigosa

    O excesso de  frutose encontrada nos alimentos industrializados faz mal ao organismo e pode levar a problemas como:

    • Excesso de peso e obesidade, por estar presente em grandes quantidades em alimentos muito calóricos;
    • Aumento dos triglicerídeos;
    • Aumento do risco de aterosclerose e problemas cardiovasculares;
    • Aumento do colesterol ruim;
    • Aumento do risco de desenvolver diabetes;
    • Aumento do ácido úrico no sangue.

    Esses problemas ocorrem devido ao consumo de frutose, xarope de frutose e xarope de milho, ingredientes presentes nos alimentos industrializados. Para se livrar do vícios por alimentos doces, veja 3 passos para reduzir o consumo de açúcar.

    A frutose das frutas não faz mal

    Apesar de serem ricas em frutose, as frutas não trazem malefícios para a saúde porque contêm baixas concentrações desse açúcar e são ricas em fibras, o que ajuda a controlar o efeito de ganho de peso que o açúcar causa. Além disso, elas são ricas em vitaminas, minerais e antioxidantes, que ajudam a regular o metabolismo e evitar os efeitos ruins que o açúcar pode causar.

    Assim, é importante consumir as frutas sempre com casca e com bagaço, preferindo também o consumo de sucos naturais sem adição de açúcar e sem coar, para que as fibras não sejam perdidas.

    Alimentos ricos em frutose

    A frutose está presente naturalmente em alimentos como frutas, ervilho, feijão, batata doce, beterraba e cenoura, não causando problemas para a saúde.

    No entanto, os alimentos industrializados ricos em frutose devem ser evitados, sendo os principais: refrigerantes, sucos de caixinha ou em pó, ketchup, maionese, mostarda, molhos industrializados, caramelo, mel artificial, chocolates, bolos, pudins, fast food, alguns tipos de pães, salsicha e presunto.

    Além disso, é preciso estar atento aos rótulos e evitar o consumo excesso de alimentos que contenham frutose, xarope de frutose ou xarope de milho na sua composição. Para saber como ler rótulos da forma certa e não enganado pela indústria, assista ao vídeo a seguir:

    Nutricionista