Página inicial

Notícia > Mundo

  • 27.10.2014 - 09:46

    ELEIÇÕES: Uruguai confirma Vázquez e Lacalle no 2º turno

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

     Dados iniciais da apuração oficial da eleição à Presidência do Uruguai, realizadas neste domingo (26), indicam que os candidatos Tabaré Vázquez e Luis Alberto Lacalle Pou irão ao segundo turno.

    A Corte Eleitoral informou que após 8,2% dos votos apurados, o equivalente a 165.168 votos, o ex-presidente Vázquez, candidato governista da Frente Ampla, obteve 64.535, ou 46% dos votos, enquanto Lacalle, do Partido Nacional, 61.041, 34%.

    Se estima que os resultados completos da apuração primária só sejam conhecidos ao meio-dia desta segunda-feira (27).

    Pesquisas de boca já mostravam que Tabaré Vázquez e Luis Lacalle Pou irão disputar à Presidência no segundo turno.

    O levantamento foi feito pela Consultora Factum mostrou Vázquez com 46% ,contra 31% de Lacalle Pou. Uma segunda pesquisa, feita pela Equipos Consultores, mostrou Vázquez com 44%, e Lacalle, 33% dos votos.

    O provável terceiro colocado, Pedro Bordaberry, anunciou apoio a Lacalle Pou na noite deste domingo, o que deve deixar a disputa mais acirrada.

    Disputa
    Os uruguaios votaram em uma eleição presidencial em que o partido de esquerda que está no poder tenta vencer um jovem de centro-direita que promete reverter uma lei pioneira sobre a maconha.

    De saída do cargo, o presidente José Mujica, um ex-guerrilheiro de 79 anos, tenta devolver o poder ao seu antecessor Tabaré Vázquez. Mujica e Vázquez, de 74 anos, entregaram uma década de forte crescimento econômico, com Mujica legalizando o aborto, o casamento homossexual e a produção, distribuição e venda de maconha.

    Há seis meses, a coalizão de esquerda Frente Ampla parecia ser favorita com certa folga para assegurar um terceiro mandato de cinco anos na presidência, com suas políticas econômicas pró-mercado e medidas de bem-estar social. Mas depois de uma vitória inesperada nas primárias do Partido Nacional, Luis Lacalle Pou, de 41 anos, passou a subir constantemente nas pesquisas, aproveitando o descontentamento de muitos uruguaios com o alcance das reformas liberais.