Página inicial

Notícia > Política

  • 12.07.2018 - 05:59

    Câmara de João Pessoa lamenta morte do ex-vereador

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

     Ex-vereador e ex-diretor legislativo da Casa Napoleão Laureano, Marcílio Pio de Queiroz Chaves, o Coronel Marcílio faleceu, nesta terça-feira (10), aos 80 anos, em decorrência de uma insuficiência cardíaca, em um hospital na Capital paraibana. Coronel reformado, Marcílio deixa a viúva e mais cinco filhos, entre eles, os coronéis Euller (atual comandante da Polícia Militar da Paraíba) e Kelson (reformado).

    Em nota, a Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) lamentou a morte do ex-vereador, afirmando que ele deixou "sua marca na atuação legislativa com muito zelo e atenção às necessidades da cidade de João Pessoa".
     
    Marcílio Pio Chaves exerceu vários cargos públicos importantes, como Diretor Legislativo da CMJP; vereador da Capital, pelo PMDB, na 10ª Legislatura (1989 a 1992); suplente de vereador na 11ª (1993 a 1996) e na 12ª Legislaturas (1997 a 200); vereador da cidade de Pombal; Subcomandante-Geral da Polícia Militar da Paraíba (PMPB), além de administrar a Galeria de Presidentes Beneficente de Oficiais e Praças da PM dos Bombeiros e Oficiais.
     
    Segundo a família, o corpo do ex-vereador pessoense Marcílio Pio Chaves está sendo velado no Crematório "Caminho da Paz", no conjunto Renascer, em Cabedelo, onde também será cremado, a partir das 17h30. Marcílio era considerado pelos amigos, familiares e servidores da CMJP como sendo um homem íntegro, cordial, simples e de bom trato com as pessoas.
     
    Confira a nota da CMJP, na íntegra:
     
    Nota de Pesar
     
    É com profundo pesar que a Câmara Municipal de João Pessoa vem à público lamentar a morte do ex-vereador Marcílio Pio de Queiroz Chaves, o Coronel Marcílio.
     
    Vereador na 10ª Legislatura (1989-1992) e ex-diretor legislativo da Casa Napoleão Laureano, o Coronel Marcílio deixou sua marca na atuação legislativa com muito zelo e atenção às necessidades da cidade de João Pessoa.
     
    Atuante coronel reformado, também foi presidente da Associação dos Inativos da Polícia Militar da Paraíba na gestão 2008/2011, entre diversos cargos que ocupou em sua notável vida pública.
     
    À família, vereadores e servidores da Casa Napoleão Laureano se solidarizam neste momento de dor e luto.
     
    Mesa Diretora da CMJP
     
     
     
     
     
    Paulo de Pádua