Página inicial

Notícia > Mundo

  • 23.10.2014 - 03:07

    Calendário sensual feito em base militar será investigado

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

     Um ensaio sensual para o famoso calendário inglês Hot Shot, feito em uma base militar norte-americana, em Camp Williams, causou polêmica e virou alvo de investigação da Guarda Nacional de Utah, nos Estados Unidos. A produção reuniu modelos britânicas que posaram com armas e veículos militares para fotos e vídeo. A informação é do site The Telegraph.

    Segundo autoridades militares, os produtores não tinham autorização para usar a base como cenário para a sessão de fotos. A equipe por trás do calendário Hot Shots se defendeu dizendo que se tratava de "diversão inofensiva" e que parte da renda seria doada para veteranos de guerra nos Estados Unidos e no Reino Unido. Porém não comentaram quem os deixou entrar nas instalações militares.

    "Uma investigação foi iniciada para determinar o potencial de uso não autorizado de equipamentos militares para a produção do calendário", relatou Steven Fairbourn, da Guarda Nacional, ao The Telegraph.

    "Produções como essa não estão em consonância com os valores da Guarda Nacional de Utah, nem os seus membros. O uso de equipamentos e instalações militares com fins lucrativos requer aprovação do departamento da guarda Assuntos Nacionais Públicos através da Sede da Guarda Nacional do Estado. Não houve aprovação oficial para este projeto", reforçou Fairbourn.

    O caso ganhou as manchetes da imprensa norte-americana e dos principais programas de TV dos Estados Unidos.