Página inicial

Notícia > Política

  • 06.02.2018 - 05:42

    BARATA TONTA: oposição continua perdida, sem definição de candidato; Maranhão e RC agradecem

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

    A oposição continua como barata tonta correndo de um lado para o outro sem encontrar uma definição para o nome que disputará o Governo do Estado. Depois que Maranhão bateu o pé se lançando candidato, o que já era indefinição virou desespero, e uma sucessão de fórmulas mágicas, para composição de uma chapa, foram surgindo cada uma, mais estapafúrdia, e mais distante de representar a tão sonhada união das oposições.
     
    Já se aventou chapa com filhos e esposas, com netos e bisnetos, todas, mas todas mostrando que não existe um plano muito menos um projeto de Governo, mas, sim, uma acomodação de grupos dispostos a se manterem dependurados nas tetas do estado. 
     
    Essa a finalidade e a razão única para que essas forças se coliguem e venham a campo para disputar o Governo: tudo por eles e para eles. E como já foi dito não há discurso nem projeto, apenas uma manifesta intenção de poder pelo poder.
     
    Juntas e misturadas, todas essas correntes, com a honrosa exceção do senador José Maranhão, não têm nada para mostrar ao povo paraibano, nada que tenha sido realizado em favor do povo a não ser escândalos e mais escândalos, a caracterizar a passagem desses grupos pelos governos, estadual e municipal.
     
    Por isso não há discurso, não há planejamento muito menos projetos que apontem soluções para os graves problemas do estado.
     
    Uma chapa com Cássio, Luciano e Lira é tudo o que Ricardo sonha para desenterrar o passado e mostrar aos paraibanos o que foi feito por ele e o que eles deixaram de fazer em mais de 20 anos de poder como Governo estadual e municipal.
     
    O efeito Lula
     
    As pesquisas estão aí para mostrar que o cenário nacional não mudou com a condenação de Lula muito pelo contrário, ele se agravou para aqueles que participaram de uma forma ou de outra para a perseguição cruel ao petista.
     
    Figuras como Cássio e Lira e o próprio Cartaxo, que cuspiu no prato que comeu, vão responder nas urnas por atos praticados contra o ex-presidente.
     
    Essa conclamação em defesa de Lula e da Democracia vai fundamentar a campanha desse ano, e pelo andar da carruagem à medida que os personagens centrais dessa trama urdida nos camarins da Globo forem sendo desmascarados, como já estão sendo e a perseguição ao petista ficar mais explicita do que já está, os Cássio, os Liras, e os Cartaxos serão chamados para responder pelos atos de discriminação e ódio ao ex-presidente.
     
    Desse julgamento, que é o das urnas e o que importa, com certeza, eles não escaparão.
     

    Então, entre goles de cerveja e conversa fiada, a oposição constrói sua sepultura, porque essa eleição vai separar o joio do trigo, e sem Maranhão, eles não são nada, e nada impede que Maranhão e Ricardo se unam, o que os tornaria imbatível. (jampanews)