Página inicial

Notícia >

  • 10.12.2010 - 12:39

    Areia de Baraúna na Paraíba é uma das cidades brasileiras com menor PIB do País

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

    Seis municípios concentravam 25% do PIB do país em 2008, diz IBGE

     

    Apenas seis municípios concentravam um quarto de todo o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2008, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A maior parte das riquezas (11,8%) estava concentrada em São Paulo.

    Os outros cinco municípios mais ‘ricos’ do país também são capitais: Rio de Janeiro, com 5,1% do PIB nacional; Brasília (3,9%); Curitiba (1,4%); Belo Horizonte (1,4%) e Manaus (1,3%).

    Em 2008, as 27 capitais brasileiras representavam 33,9% do PIB nacional, a menor participação desde 2004. As capitais do Norte foram responsáveis por 2,4% do total; as do Nordeste, 1,5%; as do Sudeste, 19,0%; as do Sul, 2,9%; e as do Centro-Oeste, por 5,2%.

    Os menores

    No outro extremo, os cinco municípios com menor PIB no ano concentravam, somados, apenas 0,001% do total do país: Areia de Baraúna (PB), São Luis do Piauí (PI), São Félix do Tocantins (TO), Santo Antônio dos Milagres (PI) e São Miguel da Baixa Grande (PI), em ordem decrescente.

    Juntos, os 1.313 municípios com os menores PIB – onde residiam 3,4% da população – respondiam por apenas 1% da economia do país.

    PIB per capita

    De acordo com o IBGE, o município de São Francisco do Conde (BA) tem o maior PIB per capita (PIB por pessoa) do país, de R$288.370,81. A cidade abrigava a segunda maior refinaria em capacidade instalada de refino do país.

    O menor PIB per capita, na outra ponta, era o de Jacareacanga (PA), na divisa com o Amazonas e Mato Grosso, onde as riquezas somavam, em 2008, R$ 1.721,23 por habitante. “Esse município tinha, aproximadamente, 60,0% da sua economia dependente da administração pública. Além disso, 60,0% do seu território é destinado a áreas de preservação ambiental e terras indígenas”, diz o IBGE em nota.

    Nos 56 municípios de menor PIB per capita, esse indicador era inferior a R$ 2.442,10. Eles estavam no Pará (15), Maranhão (15), Piauí (15), Alagoas (2) e Bahia (9).

    Governo

    Dos 5.564 municípios brasileiros, 1.832 (32,9%) tinham mais de um terço da sua economia dependente da administração pública. “Em 2006, o peso do valor adicionado bruto da administração pública no PIB do Brasil era de 13,4%. Esse indicador vem crescendo desde 2004 (12,6%)”, aponta o IBGE.

    Em cinco municípios, a participação da administração pública no PIB local superava 70,0%: Uiramutã (RO, 78,7%), Poço Dantas (PB, 70,8%), Santo Antônio dos Milagres (PI, 70,8%), Areia de Baraúnas (PB, 70,5%) e Santarém (PB, 70,3%).


    G1