Página inicial

Notícia > Mundo

  • 08.10.2014 - 01:57

    "É um crime sexual", diz Jennifer sobre fotos vazadas

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

     Dois meses após o vazamento de suas fotos íntimas na internet, a atriz Jennifer Lawrence falou sobre o incidente à revista "Vanity Fair" que chega às bancas de Nova York e Los Angeles, nos EUA, na próxima quinta-feira (9). Ela criticou a atitude dos hackers, exigiu uma mudança na lei que regula o conteúdo publicado na internet e repudiou os sites que propagaram as imagens, bem como as pessoas que as viram.

    "Não é um escândalo. É um crime sexual. Uma violação sexual. É nojento! A lei precisa ser mudada e nós precisamos mudar. É por isso que esses sites [tabloides que reproduziram as imagens] são responsáveis. O problema vai muito além de mim", analisou a beldade. "Você tem uma escolha. Você não tem que ser uma pessoa que espalha negatividade e mentiras para ganhar a vida. Você pode ser bom. Vamos fazer essa escolha e ser melhores."

    Ela também condenou os amigos que clicaram para ver as imagens nas quais aparece nua. "Qualquer um que olhou para as fotos perpetuou um crime sexual. Você deveriam estar cobertos de vergonha. Mesmo as pessoas que amo disseram que viram as fotos. Não quero ficar com raiva, mas ao mesmo tempo penso: 'eu não disse que você poderia olhar para o meu corpo nu'". 

    Jennifer ainda defendeu sua privacidade e o namoro que manteve a distância durante quatro anos. Uma das formas de estarem próximos era por meio das imagens. "Só porque sou uma figura pública, só porque sou uma atriz, não significa que eu pedi isso", disse ela. "É o meu corpo e deve ser escolha minha mostra-lo. E o fato de não ser uma escolha minha é absolutamente nojento. Não posso acreditar que nós ainda vivemos neste tipo de mundo", desabafou a atriz.

    Aos 24 anos e com um Oscar no currículo, a atriz de "Jogos Vorazes" assumiu ter tido medo da repercussão por conta do vazamento. "Estava com tanto medo. Não sabia como isso afetaria a minha carreira", declarou a atriz. Ela contou ainda que tentou escrever uma declaração, mas não conseguiu. "Tudo que tentava escrever me fazia chorar ou ficar com raiva".

    O FBI está investigando o caso.

    Entenda o caso

    Uma série de fotos íntimas da atriz Jennifer Lawrence e de outras famosas foram publicadas na internet. As imagens começaram a ser divulgadas após o acesso ilegal a contas de armazenamento de dados na nuvem iCloud, segundo o site Mashable e o Buzzfeed. 101 famosas teriam sido afetadas, de acordo com uma lista postada online.

    A atriz Mary Elizabeth Winstead (de "Scott Pilgrim Contra o Mundo"), outra celebridade que teve fotos pessoais roubadas, pronunciou-se sobre o caso no Twitter. "A todos vocês que estão olhando as fotos que tirei com o meu marido anos atrás, na privacidade da minha casa, espero que vocês se sintam ótimos. Sabendo que essas fotos foram deletadas há muito tempo, eu imagino o esforço assustador empregado nisso. Sentindo muito por todas que foram hackeadas", escreveu.

    A modelo Kate Upton também se pronunciou, por meio de seu advogado. "Essa é obviamente uma violação absurda da privacidade da nossa cliente, Kate Upton. Nós pretendemos ir atrás de qualquer um que estiver disseminando ou duplicando essas imagens obtidas de forma ilegal", afirmou Lawrence Shire à revista "Us Weekly".

    Leia mais em: http://zip.net/bgpM7X